Resolução Normativa 190

O post de hoje é relativo à RN 190, normativa que trata a respeito da criação obrigatória de portal corporativo na Internet pelas operadoras de planos de saúde particular, além da designação de profissional técnico responsável pelas informações em saúde suplementar (padrão TISS).

Após sua publicação, foram feitas três alterações no conteúdo original: RN 285 de 23/12/11, RN 305 de 09/10/12 e RN 359 de 01/12/14.

Os planos de saúde têm a obrigatoriedade de disponibilizar o portal ininterruptamente, sendo que ele é destinado ao público em geral, especialmente à beneficiários e prestadores de serviço de saúde (rede credenciada).

As informações a serem prestadas se referem à relação de produtos comercializados pela operadora (nome comercial e número de registro do produto, abrangência geográfica e segmentação assistencial) e também a relação da rede credenciada, que deve estar constantemente atualizada.

A lei determina a denominação, por parte dos planos de saúde, de um profissional técnico chamado Coordenador de Troca de Informação em Saúde Suplementar (Coordenador TISS). Esse colaborador tem a função de fazer uma espécie de “ponte” entre a operadora e o prestador de serviço nas áreas de análise de contas, faturamento e informática. Cabe a ele facilitar, agilizar e coordenar o atendimento. É necessária a nomeação de um suplente, a fim de substituir o coordenador TISS em eventual ausência, além de esclarecer dúvidas que possam ocorrer no caminho.

Com o intuito de atender nosso maior patrimônio, que são nossos clientes, nós da Cloudmed desenvolvemos uma ferramenta chamada XTISS, que recepciona, critica e valida os arquivos XML dentro nas normas estabelecidas pela ANS. Essas críticas são informadas à operadora de saúde, através de um LOG completo, apontando quais campos do XML precisam ser corrigidos e aguardando que uma nova versão seja enviada.

E não é só isso, vem novidade por aí!

 Nossa equipe está trabalhando arduamente no desenvolvimento de uma plataforma chamada Módulo de Digitação de Guias, que além de proporcionar tudo de bom que o XTISS já possui, permitirá a digitação das guias no próprio portal, facilitando o procedimento do usuário e evitando erros na geração do XML.

Quer conhecer mais sobre o XTISS e o Módulo de Digitação de Guias? Entre em contato conosco por telefone, e-mail, Skype, ou através do site https://www.xtiss.com.br . Estamos prontos para atendê-lo!

Até a próxima! 😀

Doação de Sangue

Hoje vamos falar de um assunto que é do conhecimento de todos, porém, nem sempre damos a devida importância.

Trata-se da doação de sangue, procedimento rápido e simples, mas que realmente pode salvar vidas.

Muitos já conhecem como funciona o processo, o que poucos sabem é que, após a coleta, o sangue é fracionado em até quatro componentes:

  • Hemácias (ou glóbulos vermelhos) – usadas para pacientes com anemia, em casos de acidentes, transplantes, doenças crônicas e etc.;
  • Concentrado de plaquetas – para tratamento contra o câncer e transplantes de órgãos, pois auxilia a evitar e controlar hemorragias;
  • Plasma – destinado a pacientes com problemas de coagulação e trombose;
  • Leucócitos (glóbulos brancos) – utilizado em casos de infecção nos glóbulos brancos.

Após o procedimento, a bolsa de sangue aguarda o resultado dos exames em local especial para sua conservação, sendo analisados: doença de Chagas, sífilis, HIV, hepatites B e C e HTLV-I e II. Os resultados saem em 30 dias.

É muito importante estarmos atentos às condições básicas para ser doador.

Requisitos básicos para doação:

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos precisam de documentação específica e formulário de autorização do responsável).
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Impedimentos temporários:

  • Resfriado (aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas).
  • Gravidez
  • 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
  • Tatuagem nos últimos 12 meses.
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses).
  • Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.

 Impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 11 anos de idade.
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.
  • Malária.

Embora os exames sejam efetuados com sigilo e segurança, se você tem dúvidas quanto à sua conduta, os hemocentros aconselham não doar!

A fim de estimular essa campanha, além mostrar o quanto é um ato simples e praticamente indolor, a Equipe Cloudmed esteve no Hemocentro de Franca no mês de março. Participe dessa corrente você também!

foto1

Para maiores informações e localizar o hemocentro mais próximo, acesse: http://www.prosangue.sp.gov.br/home/Default.aspx

Até o próximo post!