Doação de Sangue

Hoje vamos falar de um assunto que é do conhecimento de todos, porém, nem sempre damos a devida importância.

Trata-se da doação de sangue, procedimento rápido e simples, mas que realmente pode salvar vidas.

Muitos já conhecem como funciona o processo, o que poucos sabem é que, após a coleta, o sangue é fracionado em até quatro componentes:

  • Hemácias (ou glóbulos vermelhos) – usadas para pacientes com anemia, em casos de acidentes, transplantes, doenças crônicas e etc.;
  • Concentrado de plaquetas – para tratamento contra o câncer e transplantes de órgãos, pois auxilia a evitar e controlar hemorragias;
  • Plasma – destinado a pacientes com problemas de coagulação e trombose;
  • Leucócitos (glóbulos brancos) – utilizado em casos de infecção nos glóbulos brancos.

Após o procedimento, a bolsa de sangue aguarda o resultado dos exames em local especial para sua conservação, sendo analisados: doença de Chagas, sífilis, HIV, hepatites B e C e HTLV-I e II. Os resultados saem em 30 dias.

É muito importante estarmos atentos às condições básicas para ser doador.

Requisitos básicos para doação:

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos precisam de documentação específica e formulário de autorização do responsável).
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).

Impedimentos temporários:

  • Resfriado (aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas).
  • Gravidez
  • 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
  • Tatuagem nos últimos 12 meses.
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses).
  • Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.

 Impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 11 anos de idade.
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.
  • Malária.

Embora os exames sejam efetuados com sigilo e segurança, se você tem dúvidas quanto à sua conduta, os hemocentros aconselham não doar!

A fim de estimular essa campanha, além mostrar o quanto é um ato simples e praticamente indolor, a Equipe Cloudmed esteve no Hemocentro de Franca no mês de março. Participe dessa corrente você também!

foto1

Para maiores informações e localizar o hemocentro mais próximo, acesse: http://www.prosangue.sp.gov.br/home/Default.aspx

Até o próximo post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s