Projeto Torino

O conhecimento sobre programação se torna cada vez mais difundido, a cada dia que passa aumenta o número de pessoas estudando para entender melhor como codificar.

Hoje em dia a maioria das crianças que são introduzidas ao mundo da programação o fazem através de ferramentas simples que lhe permitem arrastar e soltar blocos de comandos.

A partir disso surgiu o projeto Torino, desenhado para crianças que possuem a visão prejudicada conseguirem participar em aulas de programação e se tornarem profissionais da área.

A programação sempre foi considerada uma opção de carreira promissora para pessoas com a visão prejudicada, mas nos últimos anos ficou dependente de gráficos, imagens e métodos de codificação conceitual, dificultando a entrada dessas pessoas na área.

A Organização Mundial de Saúde estima que existem 285 milhões de pessoas no mundo que possuem a visão prejudicada e a grande maioria dessas pessoas vivem em condições de baixa renda.

Através de programas como o Torino, é possível facilitar o ingresso dessas pessoas nas áreas relacionadas a tecnologia e suprir uma crescente demanda de profissionais qualificados.

Conheça o SmartReab – A tecnologia móvel que já monitoriza doentes respiratórios crônicos em Portugal

              O novo sistema desenvolvido pela Fundação Vodafone Portugal tem importante papel na melhoria da qualidade de vida de milhares de doentes crônicos portugueses.

      O Sistema de Telemonitorização SmartReab implementado no Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar Lisboa Norte, irá permitir prolongar a monitorização da atividade física para lá do ambiente hospitalar, acompanhando e incentivando com segurança o doente a manter-se ativo no seu ambiente domiciliário e na comunidade em que se insere.

              Nos doentes respiratórios mais graves, o Sistema SmartReab permitirá também ajustar a adequação dos níveis de oxigênio necessários para aqueles que cumprem esta terapêutica diariamente.

         Fátima Rodrigues, Coordenadora da Unidade de Reabilitação Respiratória do Hospital Pulido Valente (HPV), local onde se tem desenvolvido a implementação do sistema SmartReab, enaltece a importância para a equipa clínica da disponibilização de informação constante e do incremento à atividade física  -“Proporciona dados em tempo real, de forma contínua, nos quais o doente está em ambiente domiciliário e em comunidade. Para além de sinalizar ocorrências anômalas, permite também incentivar, com segurança, o aumento da atividade física e acompanhar o benefício obtido pelos Programas de Reabilitação Respiratória, na adoção de hábitos de vida saudável.”

        Através do aumento da atividade física, estima-se que o Sistema SmartReab contribuirá, a médio e a longo prazo para:

  • Promover um estilo de vida saudável nos doentes respiratórios crônicos;
  • Reduzir o número de episódios de urgência face a um melhor controlo clínico, minimizando as agudizações da doença respiratória;
  • Reduzir o número de episódios de internamento como consequência da redução dos episódios de urgência.

Veja o vídeo: