Benefícios do Padrão Tiss

Como já dito antes, o Padrão Tiss é um padrão obrigatório estabelecido pela Agência Nacional da Saúde Suplementar (ANS) em 2009, que estandardiza e faz a troca das informações dos beneficiários dos planos privados.

Através do lançamento de novas versões, ele vai otimizando os processos de compatibilidade dos variados sistemas tecnológicos de saúde utilizados pelas Operadoras, melhorando a obtenção dos dados dos pacientes entre os Agentes da Saúde Suplementar e, consequentemente, colaborando ao compor o RES (Registro Eletrônico de Saúde).

Por meio da implementação do Padrão Tiss, é possível perceber a melhora na compatibilidade das informações e a diminuição nos erros e na divergência de dados dos beneficiários dos planos de saúde. Dessa maneira, a exatidão do padrão acaba colaborando não só com a precisão dos dados, mas também com a redução de possíveis golpes que afetariam tanto os beneficiários quanto os prestadores de serviços.

Além de padronizar e agilizar a troca de informações, o padrão Tiss ajuda a melhorar a administração do hospital e ainda contribui com a redução do uso de papéis, que sempre foi muito utilizada na área da saúde, evitando possíveis perdas de documentos em gigantescos arquivos de papel e claro, ajudar o meio ambiente. É a tecnologia da informação sempre colaborando com o setor da saúde, descomplicando os procedimentos e trazendo resultados mais corretos e claros.

Embora seja usado para trocar informações referentes à saúde de pacientes, o padrão Tiss também pode corrigir erros administrativos e financeiros, incluindo processos de cobrança, os quais visam acabar com os atrasos nos pagamentos, reduzindo glosas.

Quer ainda mais vantagens? Conheça o XTISS, desenvolvido pela CloudMed Tecnologia!
É a plataforma perfeita para analisar, criticar e validar os arquivos XML seguindo todas as normas impostas pela ANS, tornando todo o procedimento ainda mais fácil e seguro.

Assim, mediante ao supervisionamento confiável dessas informações, as Operadoras de Saúde e os Prestadores terão mais comunicação, dados mais exatos e em consequência disso, até as fraudes vão diminuir.

O Padrão TISS

Em 2009 a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) elaborou a Resolução Normativa no. 190, estabelecendo a obrigatoriedade das Operadoras de saúde obterem um portal corporativo na Internet, que contenha todas as informações dos beneficiários, o Padrão TISS. *

TISS significa: Troca de Informações na Saúde Suplementar, e representa esse padrão obrigatório determinado pela ANS com o propósito de realizar trocas eletrônicas de dados referentes à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes da Saúde Suplementar.

O Padrão TISS foi elaborado a fim de padronizar os processos administrativos, incentivar as ações de avaliação e acompanhamento econômico, financeiro e assistencial das operadoras de planos privados de assistência à saúde e compor o RES (Registro Eletrônico de Saúde). Tem por diretriz a interoperabilidade entre os sistemas de informação em saúde preconizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar e pelo Ministério da Saúde, e ainda a redução da assimetria de informações para os beneficiários de planos privados de assistência à saúde.

xTiss | CloudMed Tecnologia

Por esse motivo, a CloudMed Tecnologia percebeu a real necessidade de apoiar as Operadoras de Planos a validar a troca de arquivos no padrão TISS. Logo, criamos o XTISS, uma plataforma maravilhosa de validação online de arquivos estruturados em XML que deve seguir as regras de versões impostas pela ANS.

O XTISS recepciona, analisa e critica os arquivos de maneira a apontar possíveis inconsistências na estrutura e até no conteúdo dos dados informados através de integração com sistemas de gestão de planos de cada operadora. A plataforma também possui um módulo opcional de digitação de guias, para que o prestador informe os dados e gere seus próprios arquivos XML, que posteriormente serão validados direto no sistema.

A Operadora do plano de saúde disponibiliza um portal, que através de um acesso autenticado por login e senha, permite aos prestadores de serviço fazerem o upload e/ou a digitação dos arquivos XML, e para cada arquivo enviado, uma crítica completa é realizada, apontando quais campos no XML precisam ser corrigidos através das configurações definidas pela Operadora.

Além da garantia do cumprimento das exigências mais recentes da ANS, o XTISS ainda faz o detalhamento dos erros encontrados na validação dos XMLs, com mensagens coerentes e de fácil entendimento. E por se tratar de ambiente web, a validação dos arquivos pode ser feita em qualquer lugar do mundo, a qualquer hora do dia ou da noite.

Entre em contato com a CloudMed e saiba mais sobre o XTISS!
contato@cloudmed.io

* Vide: RESOLUÇÃO NORMATIVA – RN Nº 190, DE 30 DE ABRIL DE 2009